Skip to content

TI para Negócios

Como fazer a tecnologia trabalhar pelo seu sucesso e da sua empresa

O Gartner, Inc., líder mundial em pesquisa e aconselhamento imparcial em tecnologia, avalia que as equipes de infraestrutura e operações (I&O) estão sob pressão para oferecer aplicativos com mais rapidez. As empresas têm percebido cada vez mais que a criação de produtos e serviços de software se traduz em aumento da participação de mercado.

O Gartner prevê que, até 2020, mais de 50% das empresas globais executarão aplicações em containers na produção, mais do que os 20% de hoje. Tendências e informações exclusivas sobre o tema serão abordadas na Conferência Gartner Infraestrutura de TI, Gestão de Operações e Data Center, que ocorre nos dias 3 e 4 de abril, em São Paulo. O uso de containers pode ajudar as organizações a modernizarem o legado de aplicativos e criarem novos Apps nativos da Nuvem, que são escaláveis e ágeis. Os frameworks de container, como Docker, fornecem uma maneira padronizada de empacotar os aplicativos – incluindo código, tempo de execução e bibliotecas – e executá-los durante todo o ciclo de vida do desenvolvimento de software.

“Embora haja um crescente interesse e uma rápida adoção de containers, executá-los na produção requer grande aprendizado, devido à imaturidade da tecnologia e à falta de conhecimento operacional”, afirma Arun Chandrasekaran, Vice-Presidente de Pesquisas do Gartner. “As equipes de I&O precisarão garantir a segurança e isolamento de containers em ambientes de produção, ao mesmo tempo em que deverão mitigar preocupações operacionais em relação à disponibilidade, desempenho e integridade dos ambientes de containers”, diz.

O atual ecossistema de container é imaturo e as organizações devem garantir que o negócio seja suficientemente sólido para o nível adicional de complexidade e custos que implicarão para a implementação dos containers na produção. O Gartner indica para interessados no tema que a Conferência está com desconto especial até 2 de março, e que há preços diferenciados para profissionais do setor público e descontos para compras em grupos.

O Gartner identifica seis elementos-chave que devem ser parte da estratégia de plataforma de container para ajudar os líderes de I&O a lidarem com os desafios da implantação de containers em ambientes de produção:

Segurança e governança – Segurança é um problema particularmente desafiador para implementações de containers de produção. A integridade de sistemas compartilhados é fundamental para proteção dos dados e isolamento dos recipientes, que são executados em cima dele. Um sistema operacional endurecido, remendado e minimalista deve ser usado como sistema operacional host e os containers precisam ser monitorados de forma contínua contra vulnerabilidades e malware para garantir uma entrega de serviços confiável.

Monitoramento – A instalação de aplicativos nativos da Nuvem muda o foco para o monitoramento direto e orientado por serviços (baseado no host) para garantir a conformidade com os acordos de nível de serviço de resiliência e desempenho. “Portanto, é importante implementar ferramentas integradas que possam fornecer monitoramento do container e do nível de serviço, além de vinculá-las aos orquestradores de containers para obter métricas em outros componentes para uma melhor visualização e Analytics”, afirma Chandrasekaran.

Armazenamento – Uma vez que os containers são transitórios, os dados devem ser desassociados do container para que os arquivos persistam e estejam protegidos mesmo depois que o container seja centrifugado. Os produtos de armazenamento definidos por programas de escala podem resolver o problema da mobilidade, a necessidade de agilidade e o acesso simultâneo aos dados de vários containers de aplicativos.

Rede – A portabilidade e o ciclo de vida dos containers abrandam a plataforma de rede tradicional. A pilha nativa de container não possui recursos robustos para gerenciamento de políticas de acesso. “As equipes de I&O devem, portanto, eliminar o trabalho manual em ambientes em container, ativar a agilidade por meio da automação de rede e fornecer aos desenvolvedores ferramentas adequadas e flexibilidade suficiente”, explica Chandrasekaran.

Gerenciamento do ciclo de vida do container – Os containers apresentam potencial de expansão ainda mais severo do que muitas implementações de máquinas virtuais causaram. Essa complexidade é muitas vezes intensificada por muitas camadas de serviços e ferramentas. O gerenciamento do ciclo de vida do container pode ser automatizado por meio de uma estreita conexão com processos de entrega contínuos de integração/continuação, juntamente com ferramentas de automação para facilitar a implantação de infraestrutura e as tarefas operacionais.

Orquestração de containers – As ferramentas para gerenciamento de container são os “cérebros” de um sistema distribuído, tomando decisões sobre a descoberta de componentes da infraestrutura de um serviço, equilibrando as cargas de trabalho com recursos desse mesmo ambiente e fornecendo ou não infraestruturas, entre outras coisas. “A decisão-chave aqui é se a orquestração híbrida para a carga de trabalho de container é necessária ou se é suficiente provisionar com base no caso de uso e gerenciar várias estruturas organizacionais de infraestrutura individualmente”, diz Chandrasekaran.

A Dassault Systèmes, empresa 3DEXPERIENCE, líder mundial em software de projetos 3D, 3D Digital Mock Up e Product Lifecycle Management (PLM), anuncia parceria com a HP para criar uma nova era de inovação em design de produtos para empreendedores, criadores, estudantes e empresas. As duas empresas pretendem otimizar as aplicações SOLIDWORKS 3D, líderes em design e engenharia, para aproveitar os recursos únicos de Voxel (unidade de medida tridimensional: volume e pixel) das soluções da impressora Multi Jet Fusion 3D, da HP. Designers e engenheiros poderão reimaginar suas produções, usar novos materiais, sair das limitações de fabricação tradicionais e produzir novos produtos com mais rapidez e eficiência.

Desenvolvido pela plataforma 3DEXPERIENCE da Dassault Systèmes, os aplicativos SOLIDWORKS suportam o design completo por meio do processo de fabricação, permitindo que os desenvolvedores repensem suas abordagens de como peças e produtos são produzidos. Milhões de designers e engenheiros utilizam mundialmente os aplicativos SOLIDWORKS para desenvolver projetos inovadores rapidamente com foco nas novas experiências dos consumidores.

Atualmente, a HP tem comercializado mais impressoras 3D de produção de plástico do que qualquer outra empresa do mundo. Sua tecnologia de impressão Multi Jet Fusion 3D revoluciona o design, a prototipagem e a fabricação devido à capacidade de controlar as propriedades das peças em nível individual do Voxel. Isso permite o desenvolvimento e a produção de peças que eram inconcebíveis e, no futuro, a criação de produtos com múltiplas propriedades físicas como rigidez, flexibilidade variáveis, numerosas cores, texturas, condutividade elétrica e comunicações.

A HP e a Dassault Systèmes trabalharão em conjunto na tecnologia futura para fornecer aos usuários acesso às mais recentes ferramentas de design integradas à tecnologia de nível do Voxel da HP, bem como ferramentas de desenho para novos materiais. Esse roteiro inclui os próximos lançamentos do portfólio da SOLIDWORKS para suportar os recursos completos e coloridos das impressoras 3D da série Jet Fusion 300/500, da HP. As empresas também são grandes adeptas ao padrão 3MF (arquivo para impressão 3D) com o objetivo de fornecer uma troca confiável de informações de cores para a impressão em 3D. Ambas continuarão a testar, validar e suportar o padrão 3MF para suas soluções com o objetivo de garantir precisão da troca de informações em todo o fluxo de fabricação.

“O mercado de fabricação de US$ 12 trilhões está sendo transformado digitalmente, e a HP e a Dassault Systèmes compartilham uma visão para mudar a forma como o mundo projeta e fabrica”, afirma Stephen Nigro, Presidente da 3D Printing, HP Inc. “Algumas das maiores inovações do mundo são geradas por ideias de estudantes, pesquisadores, educadores e empreendedores. Temos a honra de trazer a HP Multi Jet Fusion juntamente com a plataforma de design líder da SOLIDWORKS a milhões de usuários em todo o mundo e oferecer ferramentas aos criadores das próximas inovações”.

“Os inovadores estão impulsionando a indústria renascentista do amanhã, a fabricação aditiva, os novos materiais e a plataforma 3DEXPERIENCE estão abrindo um mundo de possibilidades, no qual eles podem testar e criar seus conceitos”, diz Gian Paolo Bassi, CEO da SOLIDWORKS, Dassault Systèmes. “Nossos investimentos na ciência de materiais combinados com a abordagem aberta da HP para o desenvolvimento de materiais são essenciais para acelerar a indústria de impressão 3D. Juntos, podemos expandir as tecnologias de ambas as empresas e pesquisar colaborativamente novas ferramentas em torno da ciência dos materiais e do desenvolvimento de novos produtos. Os inovadores podem ampliar os limites da imaginação, inventar e reinventar, promover a arte da fabricação e, em última instância, buscar uma inovação sustentável para produtos, natureza e vida”.

Mudando a forma como o mundo projeta e fabrica

Além da série HP Jet Fusion 300/500, a HP também anunciou sua nova estação de trabalho VR de impressão e digitalização em produtos e serviços 3D. As primeiras demonstrações em conjunto da nova solução foram feitas no SOLIDWORKS World, conferência anual que acaba de ocorrer nos Estados Unidos e que demonstrou ofertas de ponta a ponta da indústria para cada fase do processo de design e produção de produtos 3D da HP.

A Dynatrace, líder mundial em soluções de Gerenciamento de Performance Digital, anuncia a implementação da solução APM/DPM na Golden Cross, empresa pioneira no mercado de Saúde Suplementar (seguros e planos de saúde) brasileiro. A ferramenta otimiza o sistema de relacionamento utilizado pelos associados e rede referenciada, proporcionando respostas mais ágeis e de maneira mais assertiva.

“Hoje, aproximadamente 500 mil clientes corporativos são atendidos pela Golden Cross, que tem como objetivos proporcionar satisfação, ofertar serviços de qualidade, construir uma relação transparente e comprometida com o atendimento das necessidades de seus associados e parceiros de negócios. Para que todos esses pilares sejam sustentados e os regulamentos governamentais atendidos, a área de Tecnologia da Informação (TI) tem papel fundamental e atua na busca constante de melhorias nos serviços oferecidos e na evolução dos canais de atendimento aos clientes”, explica Andrew Moraes Gomes, Gerente de Infraestrutura, Telecom e Segurança da Informação da Golden Cross.

O projeto tem entre os desafios oferecer por meio do Portal TISS da Golden Cross, ferramenta de interação virtual com os clientes, um atendimento mais ágil, de qualidade e com diminuição dos erros. Antes da solução APM/DPM, o processo do TISS era mais instável. A complexidade dos ambientes e o envolvimento de vários componentes tornava mais lento o tempo de resposta dos especialistas na resolução definitiva do incidente.

“Após a implementação da solução da Dynatrace no portal que suporta toda a operação da empresa, obtivemos ganhos significativos como melhora no tempo de resolução dos incidentes, efetividade na comunicação com as áreas envolvidas no negócio e com terceiros. Nos tornamos mais responsivos aos usuários finais”, diz Gomes.

No projeto, a APM/DPM é utilizada pela equipe de servidores e de suporte a sistemas, fábrica de software, além dos usuários finais – clientes internos e externos e parceiros de negócios.

“Com a solução conseguimos identificar o tempo que a aplicação leva localmente para responder às demandas de nossos clientes. Essa informação nos permite auxiliar e esclarecer a nossa rede de referência com mais propriedade, caso haja alguma incompatibilidade sistêmica. Sem contar que houve melhoria na eficiência da empresa e alinhamento com as nossas metas de negócios”, afirma Gomes.

Entre os benefícios, a solução APM/DPM gera velocidade no tempo de solução de incidentes, amplia a visibilidade do sistema pela equipe de TI e torna a empresa reconhecida por proporcionar experiências positivas aos clientes.