Skip to content

TI para Negócios

Como fazer a tecnologia trabalhar pelo seu sucesso e da sua empresa

Archive

Category: Eventos

A tendência de análise de dados interfere cada vez mais nos resultados das vendas. Os maiores varejistas do país já usam o big data e o analytics para determinar suas estratégias de negócios e ganhar competitividade frente à concorrência. Daí a importância de toda cadeia de abastecimento gerar valor com a informação. Um exemplo para ilustrar é a constatação da GS1 do Reino Unido – entidade sem fins lucrativos – de perdas em vendas e erosão dos lucros nos setores de indústria, distribuição e varejo que somaram o equivalente a R$ 4 bilhões, entre 2010 e 2015, devido a falhas nos processos de automação na cadeia de abastecimento. O prejuízo foi causado por ineficiências de processo, duplicidade de informações e soluções alternativas adotadas pelos vários integrantes da cadeia.

No Brasil, a Associação Brasileira de Automação-GS1 Brasil – entidade dedicada a oferecer serviços e soluções para varejo, saúde, transporte e logística – mostra durante a APAS Show 2017 como o segmento supermercadista pode padronizar as informações que trafegam por seus sistemas. Os supermercados de todos os portes necessitam de precisão em seus sistemas para controlar o fluxo de pedidos, entregas, estoque e exposição de itens em aproximadamente três mil lojas do país, que se relacionam comercialmente com uma grande quantidade de fornecedores. Como o segmento alimentício é maioria do portfólio supermercadista, informações precisas garantem agilidade e evitam perdas, o que proporciona segurança para o consumidor – principalmente quando se trata de produtos perecíveis.

Informação é um dos bens mais preciosos na era da transformação digital. Por isso, a Associação Brasileira de Automação-GS1 Brasil desenvolveu o Cadastro Nacional de Produtos (CNP) ferramenta on-line para o cadastro e o gerenciamento de informações para proporcionar boa visibilidade às empresas que buscam transparência e segurança aos processos.

O CNP pode ser usado por pequenas, médias e grandes empresas de qualquer segmento. “Pelo fato de ter a informação cadastrada em um único local, a indústria pode utilizá-la para assegurar dados uniformes a todo o mercado, sem correr o risco de ter o cadastro administrado por terceiros, já que é ela mesma que identifica e coloca informações sobre o seu produto”, explica João Carlos de Oliveira, presidente da Associação Brasileira de Automação-GS1 Brasil.

A falta de uma linguagem padronizada pode gerar falhas tanto de fornecimento quanto de recebimento. Um cadastro sincronizado significa redução de custos, de tempo e, ainda, a melhora no relacionamento entre varejo e fornecedor, de maneira que os parceiros de negócios se concentrem na estratégia de vendas. “Com significativa participação na economia e nas oportunidades de trabalho, o setor supermercadista reflete o empenho do varejo em se adaptar a novas realidades e impulsionar a retomada do ritmo de negócios no país. Portanto, a GS1 Brasil tem como meta contribuir com essa vertical do grande varejo para que os sistemas proporcionem mais produtividade, redução de custos e satisfação do seu público-alvo”, afirma Oliveira.

Para o varejo, o CNP é uma ferramenta eficiente para aprimorar a gestão e alimentar o cadastro interno com as informações dos itens já inseridos na ferramenta e utilizar a descrição detalhada do produto no cupom fiscal, assim como nas etiquetas das gôndolas. O consumidor, por sua vez, é beneficiado com informação correta daquilo que está adquirindo. No sistema, é possível obter características detalhadas inseridas pelos fabricantes, com a descrição específica de um item, a marca e até mesmo um link para direcionar ao site do produto ou da indústria.

Toda cadeia de abastecimento pode acessar esse banco de dados online e integrar as informações ao seu sistema de automação. Está integrado ao Serviço de Verificação Global de Autenticidade de Prefixos (GEPIR) para verificar a autenticidade do número do código de barras de produtos do mundo todo.

A 12ª edição da ISC Brasil (Conferência Internacional de Segurança), que acontece de 18 a 20 de abril, em São Paulo, é um dos maiores eventos da Indústria de Segurança e responsável por anunciar e promover novas soluções, equipamentos, serviços e tendências. Para oferecer novos serviços para um mundo móvel e inteligente, a A HID Global®, líder mundial em soluções confiáveis de identidade, estará presente na feira com as soluções Mobile Access.

A empresa apresentará uma solução móvel revolucionária para um ambiente mais conectado. Controle de acesso físico é uma solução de gerenciamento de edifício completo, que abrange estacionamento, escritórios, impressão segura, máquinas de venda automática, tempo e controle de atendimento. Todas as soluções suportadas na plataforma Seos.

De acordo com Rogério Coradini, Diretor Comercial da HID Global no Brasil, a maneira como os usuários encaram a segurança tem mudado. “Cada vez mais, as pessoas buscam por soluções que tragam mais flexibilidade em ambientes conectados”, afirma Coradini. O Diretor ressalta ainda que a definição de mobilidade está sendo incorporada ao conceito de conveniência e eficiência.

Outro destaque da HID na feira será o aplicativo Sports SAFE. O software foi usado durante os jogos olímpicos do ano passado para proteger as instalações esportivas de invasores e possíveis ameaças de incidentes durante o evento. O gerenciador de acesso foi responsável pela verificação em tempo real das credenciais de atletas, voluntários e do público.

Osagentes realizaram a validação dos crachás das pessoas no dispositivo móvel de forma instantânea, evitando lentidão e longas filas. O resultado da operação foi que a experiência das pessoas não foi impactada e prevaleceu a sensação de conforto, sem sacrificar a acessibilidade. O software foi desenvolvido pela Quantum Secure, fornecedora líder de soluções de software para gerenciamento de identificação segura e adquirida pela HID Global em 2015.

Entre os objetivos da HID com a feira, a empresa pretende aumentar o conhecimento do mercado de suas soluções móveis robustas. “Queremos mostrar tudo o que temos disponível sobre o acesso móvel, que é a nova maneira de abrir portas para a conveniência”, disse Coradini.

Desafios regulatórios, o dilema da identidade digital e segurança cibernética para a Internet das Coisas são alguns dos assuntos a serem debatidos no evento Emerging Links, primeira conferência internacional sobre Blockchain no Brasil. O evento é uma produção do Grupo Cimcorp, em coprodução com Agentic Group e Chamber of Digital Commerce, e contará com palestrantes nacionais e internacionais reconhecidos na comunidade mundial de Blockchain para discutir essa tecnologia, força motriz responsável pelo Bitcoin e por outras moedas digitais.

A conferência tem confirmadas as palestras do escritor canadense Don Tapscott, especializado em estratégia corporativa e transformação organizacional, de Michael Casey, consultor sênior da Iniciativa de Moeda Digital no Media Lab MIT e associado do Agentic Group, de Perianne Boring, fundadora e presidente da Câmara de Comércio Digital.

Entre os palestrantes nacionais destacam-se João Paulo Oliveira, sócio da Foxbit, maior corretora de ativos digitais do Brasil e Rosine Kadamani, fundadora da Kripta Solutions, consultoria voltada ao desenvolvimento de soluções empresariais relacionadas a blockchain & tecnologias similares e de Marcelo Eisele, sócio fundador da Rnet Consulting e da Blockchain Academy. Também participam da conferência Gustavo Paro, responsável pelas iniciativas de Blockchain na Microsoft, Larissa Macedo, responsável pela Gestão da Inovação na Algar Agro e membro do Comitê Executivo da Algar Ventures, e Luiz F. Jeronymo, Arquiteto de Soluções para a Indústria Bancária e Mercado Financeiro.

“Esta tecnologia apresenta novas formas mais eficientes para o gerenciamento das cadeias de suprimentos e distribuição de energia, por exemplo”, diz Nana Baffour, presidente e CEO do grupo Cimcorp. Ele observa que decidiu realizar o evento porque acredita que o Blockchain representa uma oportunidade única para o Brasil se fortalecer no campo da inovação.

Serviço
Data: 5 e 6 de abril de 2017
Hora: 09h às 18h
Local: Roof Top 5 Convention Center, Av. Faria Lima, 201, Instituto Tomie Ohtake

Outras informações sobre o evento podem ser obtidas em: www.emerginglinks.com.br.