Skip to content

TI para Negócios

Como fazer a tecnologia trabalhar pelo seu sucesso e da sua empresa

Archive

Category: Negócios

A BroadSoft, Inc. (NASDAQ: BSFT), líder global em soluções de Comunicação Unificada na Nuvem (UCaaS), anunciou um plano para clientes Avaya migrarem de maneira rápida e eficiente para serviços na nuvem com a plataforma BroadSoft Business. A BroadSoft, por meio da hospedagem na nuvem de parceiros autorizados, fornece um portfólio totalmente integrado com soluções corporativas de PBX, Comunicações Unificadas em Nuvem (UC), soluções para Contact Centers e aplicativos para a integração do time de trabalho.

Com o plano de migração para nuvem BroadSoft, os clientes e parceiros da Avaya poderão executar soluções híbridas que promoverão o aproveitamento dos investimentos feitos nas soluções PABX tradicionais e ainda a flexibilidade de agregar os serviços em nuvem, como as Soluções de Comunicações em Nuvem para dispositivos móveis, serviço de mensagens instantâneas ou a solução para Contacts Centers da BroadSoft. Tudo de maneira escalável, com suporte para as grandes operações multinacionais.

“Durante anos, as empresas dependeram de sistemas com instalações de PABX tradicionais – não por ser a melhor escolha, e sim por ser era a única, na maioria das vezes”, disse Taher Behbehani, Diretor de Marketing da BroadSoft. “Mas hoje é absolutamente claro para nós que as instalações de PABX tradicionais estão ultrapassadas, as empresas estão escolhendo soluções na nuvem para permanecerem competitivas. A BroadSoft é a líder global no mercado de Comunicações Unificadas na Nuvem, com portfólio completo, escalabilidade e confiabilidade. Isso faz com que as empresas migrem para as nossas plataformas percebendo os benefícios de comunicação e colaboração que a nuvem oferece”.

A plataforma BroadSoft Business ultrapassou recentemente 15 milhões de linhas de Comunicação Unificada na Nuvem implantada globalmente – um marco importante na indústria, sendo três vezes maior do que a Cisco, seu concorrente mais próximo e 10 vezes maior do que a RingCentral. Além do PBX na nuvem, SIP Trunking e mobilidade, a plataforma oferece um portfólio completo de serviços, incluindo:

UC-One – Um serviço de Comunicação Unificada na Nuvem (UCaaS) adaptado para integração de áudio e vídeo em HD, mensagens instantâneas, conferências e compartilhamento de tela e arquivos. Disponível para computador, qualquer navegador, tablet e celular.

CC-One – Uma solução para Contact Centers na nuvem baseada em dados, que faz uso análises preditivas para reduzir os custos operacionais e melhorar os resultados do negócio.

Team-One – Uma poderosa solução de integração de equipe, que reúne todas as tarefas, arquivos, mensagens e notas que um usuário precisa no espaço de trabalho, além de videoconferência, clique para ligar, compartilhamento de tela e integrações com aplicativos comerciais populares.

A Tiny – especializada em sistemas de gestão online para MPEs – e os Correios finalizaram a integração entre seus sistemas para facilitar a utilização da nova solução de logística integrada (e-fulfillment) destinada ao comércio eletrônico. Com isso, os clientes do Tiny ERP passam a contar com redução nas taxas para envios via SEDEX e PAC, que caem para cerca de 50%.

O novo serviço de armazenagem dos Correios permite que as empresas enviem solicitações de atendimento de pedido e realizem consultas de estoque automaticamente, por exemplo. Aos Correios, cabe retirar os produtos do estoque, fazer a conferência, preparação para envio, embalagem, geração de etiquetas de postagem e envio dos pedidos.

“Entendemos que a rotina é fundamental para que um negócio prospere. Tudo que for possível ser automatizado é bem-vindo para melhorar o dia a dia das micro e pequenas empresas”, afirma Rogério Tessari, CEO da Tiny.

Para o vice-presidente de logística dos Correios, José Furian Filho, este novo produto de armazenagem e atendimento de pedidos para as lojas virtuais permitirá uma competitividade maior para o varejo online, uma vez que elas ficam livres para se ocupar de seu principal negócio: vender bem pela internet. Além disso, as micro e pequenas empresas ainda contam com diminuição dos custos logísticos que costumam assumir – como armazenagem, aluguel, funcionários, materiais para embalagem –, já que eles passam a ser de responsabilidade dos Correios.

O Magazine Luiza (Bovespa MGLU3), uma das maiores empresas de varejo de eletroeletrônicos, produtos conectados e móveis do país, acaba de comunicar à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) a aquisição da startup de e-commerce Integra, de Itajubá (MG), especializada na integração e gestão do relacionamento entre lojistas e marketplaces. Com a incorporação, lojistas que desejarem participar do marketplace do Magazine Luiza não precisarão recorrer à intermediação de plataformas de terceiros.

A Integra Commerce é utilizada hoje por mais de 200 lojistas, incluindo MadeiraMadeira, Época Cosméticos, Casa América, Whirlpool e DBestShop. Além de reduzir os custos gerais da plataforma, os parceiros têm à disposição funcionalidades como a gestão de preço, estoques e frete, como tracking de produtos. A startup é referência no setor no fornecimento de software as a service, permitindo que os parceiros, além da integração aos marketplaces, administrem e otimizem seu dia-a-dia.

A aquisição da Integra acelera a execução da principal estratégia de negócios do Magazine Luiza em 2017: o desenvolvimento de uma plataforma digital aberta – o marketplace –
rentável, com os menores custos do mercado para os lojistas que desejarem fazer parte dela. “Com a Integra, cortamos caminho no desenvolvimento da melhor e mais barata plataforma do mercado”, diz Frederico Trajano, CEO do Magazine Luiza. “Com nosso marketplace, queremos ampliar exponencialmente a oferta de produtos a nossos milhões de clientes e dar condições para que nossos parceiros – os sellers – cresçam de forma sustentável.”

O marketplace do Magazine Luiza foi criado em 2016. Em poucos meses, 220 000 itens – de fraldas a pneus, de produtos pet a cosméticos – foram integrados à plataforma. O desenvolvimento do marketplace é um ponto central na estratégia da companhia: ser uma empresa digital, com pontos físicos e calor humano. No ano passado, o Magazine Luiza faturou 11,5 bilhões de reais. Os canais digitais – site, app de vendas e marketplace – foram responsáveis por 26% das vendas totais. No último trimestre, a operação de e-commerce da companhia cresceu 41% em relação ao mesmo período de 2015.

Laboratório de Inovação em Minas Gerais
Com a aquisição da Integra, o LuizaLabs, laboratório de inovação do Magazine Luiza, ganha um novo braço: o Labs Itajubá, localizado na cidade de Itajubá, no sul de Minas Gerais. Os 24 funcionários que participavam do time da Integra passam a fazer parte do grupo que pensa o futuro do Magazine Luiza, concentrando-se, sobretudo, no desenvolvimento para o marketplace. O CEO da Integra, Carlos Eduardo Alves, assume o cargo de diretor de marketplace do Magazine Luiza.

A partir da aquisição, o LuizaLabs, responsável pela criação de toda a tecnologia utilizada no Magazine Luiza, passa a se dividir em três unidades — São Paulo, Franca, no interior paulista, e Itajubá – e a contar com mais de 100 engenheiros e especialistas em tecnologia. “Estamos ansiosos para entregar novos benefícios aos parceiros do marketplace”, diz André Fatala, diretor-executivo de tecnologia do Magazine Luiza.