Skip to content

TI para Negócios

Como fazer a tecnologia trabalhar pelo seu sucesso e da sua empresa

Archive

Category: Tecnologia

A Ramo Sistemas, empresa nacional focada em soluções para pequenos e médios negócios e parceira exclusiva da SAP na venda do ERP SAP Business One, resolveu inovar em seu modelo de assinatura do produto. Para atingir o segmento de pequenas e médias empresas (SMB), a Ramo Sistemas irá oferecer o software SAP Business One em um modelo inédito no Brasil.

Antes restrito aos Estados Unidos e Europa, o modelo de comercialização prevê um valor reduzido e assinatura mensal do SAP Business One. Seguindo a tendência da SAP, o valor de mercado aplicado é o mais baixo desde o início da comercialização do SAP Business One no Brasil, em 2006. Nesse modelo de assinatura de software é possível facilitar o parcelamento para os clientes em até 36 meses, já incluindo o licenciamento, manutenção e suporte do produto.A Ramo inicia a oferta desse novo modelo On Demand em todo o Brasil, por meio de suas revendas e Unidades de Negócio.

O modelo lançado cobre a assinatura do SAP Business One, podendo ser instalado na nuvem ou na sede do cliente. O grande diferencial é rodar na nuvem gerenciada da Ramo, trazendo vantagens para o cliente, seja na estabilidade e escalabilidade do ambiente, bem como na segurança de dados contra invasões.

Para Décio Krakauer, presidente da Ramo Sistemas, “o SAP Business One atende a uma nova demanda de mercado que exige gestão e processos de qualidade das pequenas e médias empresas e tem impulsionado o setor, devido a qualidade e a marca SAP. Desta forma, oferecemos essa nova modalidade de assinatura para atender a realidade dos clientes, com preços e condições especiais”, explica Krakauer.

A Ramo Sistemas é o principal parceiro de SAP Business One no Brasil, com o maior faturamento, volume de vendas, clientes e consultores. Em 2015, a empresa foi reconhecida pela SAP como a melhor em performance de vendas e em 2017 foi premiada como maior venda de SAP Business One. A Ramo Sistemas tem 2 filiais, 9 Unidades de negócio e mais de 170 parceiros de negócio em todo o Brasil.

Uma das doenças mais temidas dos homens é o câncer de próstata, por isso, muitos continuam resistentes em fazer a prevenção. Embora não seja possível evitar o desenvolvimento da doença, a descoberta precoce aumenta em 90% a cura. Mesmo com muitas informações e campanhas, muitos homens não fazem o acompanhamento. Dados do INCA (Instituto Nacional de Câncer) afirmam esta resistência, a cada ano são diagnosticados cerca de 69 mil novos casos da doença, atrás apenas do câncer de pele.

Atualmente, os métodos de tratamento da doença estão se desenvolvendo e uma das grandes mudanças é a cirurgia robótica, indicada principalmente para a cura do câncer de próstata. Segundo José Roberto Colombo, Urologista do Hospital Moriah, o uso de robôs em cirurgias urológicas é mais preciso e menos invasivo para o paciente que terá uma recuperação mais ágil e ficará menos tempo internado, o que significa menor trauma cirúrgico.

Seguindo a evolução da medicina, o Moriah adquiriu a tecnologia com o robô Da Vinci Xi, que representa a inovação no setor. Neste método, o médico realiza a cirurgia auxiliado pelo robô, controlando o equipamento para realizar incisões de no máximo 1,0 cm no abdômen que possuem a capacidade de dissecar e suturar tecidos de forma mais precisa, o que aumenta as chances de cura da doença.

O CEO do Hospital Moriah, Alexandre Teruya, acredita no método que já acontece há mais de 10 anos no exterior, como uma ferramenta para diminuir os casos de câncer de próstata no Brasil que ainda está em fase embrionária. “Usamos a tecnologia com sabedoria porque acreditamos no robô justamente por ele ser conduzido por profissionais treinados. Além disso, o robô só é benéfico quando o hospital opta por um gerenciamento em cadeia, isso é, quando engloba todos os participantes em prol do bem-estar do paciente, desde enfermeiros, médicos, fonte-pagadora e tecnologia”.

O mundo está passando por um momento de grande transformação, que inclui a tecnologia avançando exponencialmente e os clientes se tornando mais exigentes e imediatistas. Para não ficar atrás, é essencial que as empresas inovem, tenham conhecimento sobre o perfil do novo consumidor e não fiquem de fora da transformação digital. É o que defende a Orbitall, empresa do grupo Stefanini especializada em contact center e processamento de meios de pagamento.

De acordo com Silvia Aragão, diretora comercial e de novos negócios da Orbitall, um dos focos das empresas, principalmente quando se fala em relacionamento com o consumidor, deve ser as redes sociais. “Estar presente nos mais diversos canais, como Whatsapp, facebook, SMS, chat ou telefone, é importante para oferecer uma experiência rápida, simples, intuitiva e personalizada para o consumidor. A Inteligência Artifical chega para complementar essa área com interações multicanais, além de oferecer mais comodidade para esse novo cliente, que passa a contar com uma jornada diferenciada”, explica a diretora.

Pesquisa recente da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm) indica que 73% dos clientes preferem entrar em contato com uma empresa por meio de um chat inteligente. A Orbitall conta com uma solução multicanal para atendimento ao consumidor, que utiliza ferramentas que proporcionam inteligência por meio de Analytics e clusterizações para disparo assertivo de campanhas, até chats inteligentes que, por diferentes níveis de criticidade, respondem às principais dúvidas com inteligência artificial.

Novo Consumidor
De acordo com uma pesquisa da IBM, a Geração Z, que inclui os nascidos entre 1995 e 2010, já conta com um poder aquisitivo de 44 milhões de dólares, é mais imediatista que a geração anterior, a “millennial”, e influencia 93% das compras de casa.

A Orbitall conta com a ajuda da Stefanini Inspiring, coligada do grupo Stefanini focada em P&D de soluções para força de vendas, para ofertar soluções de campanhas de engajamento, que promovam ofertas imediatas e tangíveis e atendam este novo perfil do consumidor. “As campanhas de fidelidade que demandavam certo prazo para que os clientes recebessem o seu benefício já não são tão eficientes quanto antes, justamente pelo fato de o cliente de agora ser mais imediatista. Os motores da campanha devem estar sob a gestão do marketing, permitindo ações customizadas para engajar o cliente, por meio de uma experiência prazerosa, que transita entre o físico e o digital”, explica Silvia Aragão.

Segundo a diretora, no modelo de engajamento, é importante entender o comportamento do consumidor para oferecer a promoção exata e garantir que a ação tenha sucesso. Tecnologias como a geolocalização, além dos próprios aplicativos, podem ser grandes aliados para potencializar as ações.

“As empresas que atuam no mercado B2C e também as do B2B terão que enfrentar o grande desafio de utilizar as tecnologias e conceitos disponíveis para se tornarem disruptivas. Este é o grande momento e quem não inovar poderá ficar para atrás”, finaliza Silvia Aragão.