Skip to content

TI para Negócios

Como fazer a tecnologia trabalhar pelo seu sucesso e da sua empresa

Archive

Category: Carreira

A NCR Corporation, líder global em soluções omnichannel, anuncia Daniel Campbell como vice-presidente executivo de vendas globais. Campbell responderá para Mark Benjamin, presidente e COO da NCR, e será responsável pelas equipes de vendas globais da companhia, incluindo operações de vendas e canais nas indústrias de serviços financeiros, varejo e hospitalidade.

Em sua trajetória profissional, Campbell trabalhou como vice-presidente sênior e gerente geral na Virtustream Storage Cloud, empresa adquirida pela EMC em 2015. Campbell também liderou o grupo de Alianças Estratégicas na Virtustream e liderou a integração de vendas global com a organização de vendas da EMC. Antes disso, Daniel Campbell foi SVP, Global Specialty Sales na EMC Corporation (agora Dell EMC), e ocupou outros cargos de liderança sênior na companhia.

“Daniel traz um histórico excelente de liderança e desempenho de vendas para a NCR”, diz Mark Benjamin, presidente e COO da NCR Corporation. “Sua abordagem e liderança focada no cliente e no desenvolvimento de equipes para as operações de vendas, alianças e estratégias são fundamentais no momento em que nos concentramos na execução e crescimento em todas as indústrias que servimos”, completa Benjamin.

“Tenho a honra de me juntar à NCR nesta fase incrível de transformação da empresa”, diz Campbell. “A tradição em inovação e o foco estratégico da NCR em soluções omnichannel permite que a companhia ofereça soluções inovadoras e integradas para ajudar os clientes a transformar seus negócios agora e no futuro. Estou animado para trabalhar com a nossa equipe de vendas global para continuar a engajar os clientes e ajudá-los a envolver efetivamente os consumidores em todos os pontos de contato”.

Daniel Campbell também é um líder ativo em Diversidade e Inclusão. Ele é Patrocinador Executivo do Grupo de Liderança Feminina da EMC Silicon Valley há sete anos e faz parte do Comitê Executivo de Diversidade Corporativa. Campbell também contribui com muitas causas importantes da comunidade, incluindo a participação no Second Harvest Food Bank de Santa Clara, Califórnia, a fundação I Have a Dream Foundation of Boulder, Colo., a fundação Pat Tillman, e a Fundação Team Jack, em que ajuda na pesquisa de conscientização e financiamento para a cura do câncer cerebral em crianças.

A NCR Corporation (NYSE: NCR) é líder em soluções omnichannel, transformando as interações cotidianas com as empresas em experiências excepcionais. Com software, hardware e um portfólio de serviços, a NCR executa mais de 700 milhões de transações todos os dias dentre os setores de varejo, financeiro, de viagem, hospitalidade, telecomunicações, tecnologia e pequenas empresas. As soluções da NCR executam as transações diárias que tornam a vida mais fácil.

A NCR tem sede em Duluth, na Geórgia, possui aproximadamente 30.000 colaboradores e realiza negócios em 180 países. NCR é uma marca registrada da NCR Corporation nos Estados Unidos e em outros países.

A Teradata, empresa de dados e analytics para negócios em ambientes de nuvem, on premise ou híbrido, anunciou Roberto Hill como novo country manager para o Brasil. O executivo assume a liderança no lugar de Sérgio Farina, que agora é o Country Manager da Teradata no México.

Com mais de 15 anos de vivência no setor de Tecnologia da Informação e ampla experiência em planejar e implementar estratégias de vendas, Hill era diretor de vendas da Teradata desde 2014, sendo responsável por ajudar companhias a gerar valor através da análise de dados. Agora, seu principal desafio é manter a margem de crescimento da Teradata no Brasil e ampliar o relacionamento da companhia com grandes empresas de setores estratégicos na região, mantendo a Teradata como líder em Business Intelligence.

“O Brasil e a América Latina são mercados de extrema importância e relevância para a Teradata. Os planos são manter a margem de crescimento, e continuar levando a qualidade da Teradata em análise de dados para setores estratégicos, como Financeiro, Varejo e de Telecomunicações”, comenta Roberto Hill.

Roberto Hill tem um amplo histórico de liderança em grandes players de tecnologia, como Oracle, Business Objects e Tibico com foco em liderança de times de vendas e em contas estratégicas.

A Teradata ajuda as empresas a obterem mais valor de dados do que qualquer outra companhia. Nossas soluções analíticas e equipe de especialistas em Big Data podem ajudar a sua empresa a ganhar uma vantagem competitiva e sustentável por meio dos dados.

Andreea Stanescu, vice-presidente do Serviço de Delivery da Stefanini EMEA (Europa, Oriente Médio e África), chegou à empresa em Bucareste, na Romênia, em 2011, após 14 anos de atuação em uma das principais empresas de telecomunicações no mundo. Ela se formou na Academia de Estudos Econômicos da capital e começou a atuar no segmento de logística como supervisora de televendas, antes de seguir para área de tecnologia. Na Stefanini, a executiva é reconhecida pelos colegas como uma profissional dedicada, com alto poder de gerenciamento de equipes em toda a Europa.

Mais recente na Stefanini, a diretora financeira Eliza Irimia é formada em Engenharia com Doutorado em Economia. Por transitar nesses dois mundos, a executiva reconhece que, apesar de trabalhar com a área de finanças, o curso de Engenharia contribuiu para lidar com perspectivas diferentes, inclusive para compreender melhor o comportamento das pessoas. “Todo desafio pode ser solucionado, pensando nele de forma lógica e metodicamente, como fazemos diante de um problema de matemática”, afirma Irimia.

As duas executivas da Stefanini Romênia ilustram como a participação feminina tem aumentado globalmente na área de TI. Segundo Olga Cristina Botusan, diretora de RH da Stefanini EMEA, a empresa conta atualmente com 1600 funcionários nos três escritórios instalados naquele país. Desse total, 50% são mulheres, sendo que elas ocupam 60% dos cargos de liderança.

“Nossa política é contratar e promover os profissionais com base em competências e habilidades, independente do gênero. Mesmo assim, ficamos honradas de saber que nossas gestoras têm contribuído para o crescimento da empresa na região”, ressalta Botusan. No ano passado, a Stefanini Romênia registrou um volume de negócios da ordem de 40 mil euros – um crescimento de 14% em relação a 2016.

“A valorização da diversidade é uma prática comum na Stefanini. Hoje, temos na Romênia o maior número de mulheres no ‘topo’, o que demostra que o modelo dá certo”, complementa a diretora de RH.

Nos Estados Unidos e no Brasil, a participação feminina também está aumentando. Atualmente, as mulheres ocupam metade dos cargos de diretoria e Vice-Presidência no Brasil e dois terços (2/3) das posições de liderança em US.

Monica Herrero, CEO da Stefanini Brasil, assumiu o cargo em 2012. Formada em Matemática e com especialização em Administração de Empresas, Monica está na companhia há 20 anos. A executiva começou a atuar na área de tecnologia da informação ainda jovem, quando iniciou sua carreira no Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro). Em 1985, passou a atuar em pequenos bancos de investimentos, como o Multiplic e o Garantia. Após essa experiência, a executiva migrou de vez para a área de tecnologia da informação ao ingressar na Stefanini.

A executiva, que possui ampla experiência com liderança e gestão, utiliza estratégias baseadas em valor para auxiliar os clientes na busca pela eficiência operacional e sucesso nos negócios. Herrero aposta no processo de crescimento inorgânico e orgânico e reforça o investimento em inovação, com base em três pilares: estímulo de ideias novas dentro da organização; busca de parcerias nas Universidades e parcerias com startups de tecnologia.

Para a executiva, o equilíbrio entre homens e mulheres em cargos de chefia passa pela geração de oportunidades de qualificação, independente de gênero. “Homens e mulheres não são iguais e trazem diferentes experiências para o ambiente de trabalho. O que se busca é ter diversidade de pensamento, cultura, experiência. Nesse processo, a organização tem um papel importante na definição de estratégias e formatação de uma cultura alinhada com uma equivalência de oportunidades entre homens e mulheres”, garante a CEO da Stefanini Brasil.

Segundo Cintia Bortotto, diretora de RH da Stefanini na América Latina, o País convive com um problema estrutural, em que as mulheres se formam menos em Exatas. O desafio é estimular que elas invistam em profissões dessa área para contribuir, cada vez mais, em empresas de tecnologia como a nossa. “Nosso posicionamento é de inclusão, dando condições de igualdade para que a meritocracia prevaleça, independente do gênero”, complementa a diretora de RH.